Assembleia Legislativa homenageia Flávio Dino em sessão solene

Em sessão solene realizada na tarde desta sexta-feira (2), a Assembleia Legislativa do Maranhão, por iniciativa do deputado Rodrigo Lago (PcdoB), homenageou o senador Flávio Dino, ex-governador, ex-ministro da Justiça e ministro nomeado do Supremo Tribunal Federal (STF). A proposição da homenagem foi subscrita pelos deputados Júlio Mendonça (PCdoB), Othelino Neto (PCdoB), Carlos Lula (PSB) e Leandro Bello (Podemos).

O ato solene foi comandado pela presidente da Assembleia, deputada Iracema Vale (PSB, e contou com a presença do governador Carlos Brandão (PSB), do vice-governador Felipe Camarão (PT) e dos deputados Antônio Pereira (PSB), Roberto Costa (MDB), Rafael (PSB), Rodrigo Lago (PCdoB), Neto Evangelista (União), Carlos Lula (PSB), Cláudia Coutinho (PDT), Rildo Amaral (PP), Glalbert Cutrim (PDT), Ariston Ribeiro (PSB), Ricardo Arruda (MDB), Júnior Cascaria (Podemos), Davi Brandão (PSB), Francisco Nagib (PSB), Arnaldo Melo (MDB), Daniella (PSB), entre outras autoridades.

Em sua saudação, o autor da proposição do ato solene, Rodrigo Lago, disse que a Assembleia Legislativa não poderia deixar de prestar essa homenagem a Flávio Dino por tudo que ele já fez pelo Maranhão. “Nosso homenageado deixa um grande legado que precisamos preservar. Prestou relevantes serviços ao povo maranhense. É o nosso ‘Pelé da política’. Entrou e saiu de cabeça erguida do Palácio dos Leões. Sempre buscou fazer justiça social e combateu o bom combate. Temos orgulho do grande homem público que é Flávio Dino”, frisou.

O governador Carlos Brandão disse reconhecer o trabalho de Flávio Dino em favor dos maranhenses e desejou boa sorte ao senador em sua nova missão. “Não tenho dúvidas de que Flávio vai brilhar como ministro do STF, assim como brilhou em toda a sua trajetória. Como político maranhense, ele só trouxe alegrias ao nosso povo. Foi um governador que mais acertou do que errou”, ressaltou.

Em seu pronunciamento, o senador Flávio Dino (PSB), muito emocionado, agradeceu à Assembleia Legislativa pela homenagem. “Sem o povo do Maranhão não teria chegado a lugar nenhum. O momento não é uma despedida do Maranhão, mas da política. Moro no estado, embora trabalhe em Brasília. Vou procurar fazer o melhor como ministro do STF. Agradeço de coração aos movimentos sociais que sempre estiveram comigo. Muito obrigado ao povo do Maranhão”, afirmou.

Honra

Além da presidente da Assembleia, Iracema Vale, compuseram o dispositivo de honra o governador Carlos Brandão; a senadora Eliziane Gama (PSD), o ministro dos Esportes, André Fufuca; o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Paulo Velten; o corregedor de Justiça e presidente eleito do TJ/MA, desembargador Froz Sobrinho; a presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (TRT/MA), desembargadora Márcia Andrea Farias; o procurador-geral de Justiça, Eduardo Jorge Nicolau Hilluy, e o vice-presidente da Assembleia, deputado Rodrigo Lago.

Também participaram do evento representantes de movimentos sociais, gestores municipais autoridades de várias instâncias de poder, familiares, amigos, a senadora Eliziane Gama (Cidadania) e os deputados federais Márcio Jerry, coordenador da bancada federal do Maranhão no Congresso, Rubens Júnior (PT), manda Gentil (PP) e Aluizio Mendes (Republicanos).

Homenageado

O senador e ministro nomeado do Supremo Tribunal Federal (STF), Flávio Dino de Castro e Costa, foi professor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), desde 1994. É advogado licenciado, ex-juiz federal (1994-2006), ex-deputado federal (2007/2011), ex-presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo – Embratur (2011-2014), ex-governador do Maranhão (2015-2022). Foi eleito e empossado senador da República para o mandato de 2023-2031). Exerceu o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública (MJSP) do Governo Lula, de janeiro de 2023 a janeiro de 2024.

No final de 2023, foi indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ministro do Supremo Tribunal Federal, com posterior aprovação pela Senado Federal. Na quarta-feira (31), foi nomeado ministro do STF pelo presidente Lula. Sua posse no STF será dia 22 de fevereiro, em Brasília (DF).