O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

AGED participa de força-tarefa para erradicação de foco da Monilíase do Cacaueiro

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) destacou uma equipe técnica, composta por engenheiros agrônomos, para atuação de força-tarefa demandada pelo Ministério da Agricultura para atender emergência fitossanitária da praga Moniliophthora roreri, conhecida como Monilíase do Cacaueiro. 

A operação que segue até o final do ano, tem como objetivo a delimitação da praga e erradicação de focos no município de Cruzeiro do Sul e adjacentes no Estado do Acre.

Os fiscais da AGED que foram convocados para força-tarefa participam da ação por um período mínimo de duas semanas seguidas, se revezando a cada quinzena. A AGED está enviando cinco fiscais estaduais agropecuários ao Acre para auxiliar no monitoramento e combate a praga quarentenária Monilíase do Cacaueiro, uma vez que o Estado entrou em quarentena para o vetor. 

A monilíase é causada por um fungo chamado moniliophthora roreri, que ataca somente os frutos do cacaueiro, em qualquer fase do desenvolvimento. Os frutos mais jovens são os mais danificados, apresentando inicialmente protuberâncias (inchaços) e depressões.