4ª Feira de Desenhistas reúne cerca de 2 mil pessoas

Quarenta e nove artistas de diversas áreas que o desenho abrange, estiveram reunidos no último sábado (11), no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, em São Luís, durante a 4ª Feira de Desenhistas. O evento, que teve o Sebrae Maranhão como correalizador, movimentou um público de duas mil pessoas, que na ocasião conheceram e adquiriram trabalhos produzidos por desenhistas digitais, aquarelistas, ilustradores, cartunistas, quadrinhistas, caricaturistas, tatuadores e artistas que trabalham com desenho em porcelana.

“Temos visto uma evolução a cada evento realizado e o apoio do Sebrae foi fundamental para o sucesso desta edição da Feira. Obtivemos um aumento no volume de negócios gerados, que chegou aos R$ 5 mil, no ano passado foi de apenas R$ 3 mil, e o número de visitantes esse ano dobrou. Foi um sucesso. Esperamos manter essa parceria para as próximas edições e consolidar a Feira como um evento de referência no cenário da arte maranhense”, disse Waldeir Brito, artista e idealizador do evento.

A realização da Feira parte do princípio de valorizar a arte local por meio da organização de espaços de divulgação das obras, permitindo a esses artistas maior acesso ao mercado, uma vez que é uma oportunidade de mostrar seus trabalhos e serem reconhecidos.

Nesse mesmo sentido, o Sebrae Maranhão, tem realizado diversas ações semelhantes, que objetivam o fortalecimento da Economia Criativa, que é o conjunto de negócios baseados no capital intelectual e cultural e na criatividade que geram valor econômico, característica na qual se enquadra a Feira.

“O Sebrae fica satisfeito em contribuir e apoiar esse evento, que dá destaque para arte produzida no Maranhão e que por meio do projeto de Economia Criativa, executado por nossa Unidade Regional em São Luís, está construindo uma base sólida de sustentabilidade para a arte, que também pode gerar valor econômico”, destacou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, que prestigiou o evento.

Dos quarenta e nove expositores na 4ª Feira de Desenhistas, a metade já é atendida pelo Sebrae, por meio do Projeto de Fortalecimento da Economia Criativa, que atua para transformar a habilidade criativa natural em ativo econômico e recurso para o desenvolvimento de negócios duradouros. O objetivo do Sebrae com o projeto é justamente estimular modelos inovadores que desenvolvem a economia criativa no estado.

“O universo da Economia Criativa engloba atividades empresariais que envolvem arte e criatividade. Para se ter uma ideia da dimensão, o Sebrae Maranhão, tem ações relacionadas a Economia Criativa agendadas até dezembro do ano que vem, devido à demanda desse setor, que é rico em oportunidades, mas pouco explorado. Por isso estamos trabalhando para fortalecer e consolidar a atividade no mercado”, ressalta Daniele Abreu, gestora do Projeto de Fortalecimento da Economia Criativa na Região Metropolitana de São Luís.

A Feira obteve uma repercussão que foi além dos limites da capital e contou com a visita de alunos de duas escolas da cidade de Rosário, a escola Estadual Luiza Sousa Gomes e a escola Municipal Siló Aquino. Os alunos da disciplina de artes vieram em excursão para ter contato com o cenário da arte maranhense.

“Foi maravilhoso, pois os trabalhos que vimos, de certa forma impulsionaram o desejo de continuar no caminho da arte e serviram também como uma espécie de trampolim para novas inspirações. Foi muito bom ter vindo e eu espero repetir a participação, quem sabe já como expositor”, destacou Geciel Marcos Silva, aluno da disciplina de artes da escola Estadual Luiza Sousa Gomes, da cidade de Rosário.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.